terça-feira, 17 de maio de 2016

Trabalhando com crianças especiais no Monte da Lua

A difícil tarefa de desenhar o outro...(EB 2.3 D. Fernando - Sintra)
Está quase a chegar ao fim o projeto “Leituras diferentes” que decorre em 3 escolas do Agrupamento de Escolas Monte da Lua e na EB 1 de Mem Martins (AE Ferreira de Castro). É tempo de falar do que correu bem, entender e corrigir os pontos mais fracos e, sobretudo, construir conhecimento a partir das metodologias experimentadas. Uma das propostas apresentadas, “O cartão de cidadão” (Agrupamento de Escolas Monte da Lua), trabalha a identidade construída passo a passo, do autorretrato à visão que o outro tem de nós (recorrendo à fotografia e ao desenho) passando pelo registo do corpo à escala (em desenho). Concomitantemente, propomos uma recolha de adjetivos que caracterizem cada um dos participantes, palavras colhidas entre os colegas, na comunidade escolar e na família – é esta matéria-prima de palavras que é utilizada para trabalhar o programa “Tagxedo”, obtendo um autorretrato gráfico. (em baixo: exemplos dos trabalhos obtidos com os alunos da Secundária de Santa Maria/Sintra)

 No final, todas estas peças são coladas num único suporte, um cartão de cidadão de tamanho gigante construído com a colaboração dos colegas no chão da biblioteca escolar. Em todas as sessões – a presença de um livro mediado para todos (quase sempre um livro de imagens). Amanhã falarei da adaptação que fiz da máquina da poesia para trabalhar com alunos mais novos e, também, com o ensino especial.
Construindo um "cartão de cidadão" gigante com a ajuda dos colegas
(Biblioteca escolar da Sarrazola/Colares)

Sem comentários:

Enviar um comentário