Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Apresentados

Madeirinhas

Em tempo de confinamento, uma brincadeira “construtiva” entre pai e filho (a lembrar outras na praia da Arrifana), com cola, desperdícios de madeira (da carpintaria do António Correia), cartão e cola. Já os usei muitas vezes estas madeirinhas no serviço educativo do Museu Gulbenkian... É um nunca mais acabar! Cola na mão, procurando a peça certa; estes desperdícios são deliciosamente irregulares, muito diferentes dos normalizados (e igualmente úteis) Lego. Agora colas tu, agora colo eu... Podemos colar, pintar por cima e dar forma à nossa brincadeira, exercitando o Jogo Simbólico. Um belo exercício de motricidade fina, com autorização para nos sujarmos. E que boneco escolher para que caiba debaixo do tecto? E assim entendemos a escala... O importante é trabalhar o foco, o ficar e fazer, fiel a um projecto: vamos construir uma casa! E de repente as formas sugerem um objecto e lá surge um skate.

Mensagens mais recentes

Notas sobre recensão inclusiva de livros

11 de Março: Movimento no Forte da Casa

Leituras Diferentes em Darque

Sussurradores em Monção

“É só ter tinta e fazer festinhas no papel com o pincel”

Um V gigante na Secundária do Forte da Casa

Ericeira: Residência do Quintal das palavras

Pois, Senhor Gato, gostei de contar na sua casa...

Contos e não só na Gatafunho

Biblioteca Escolar do Forte da Casa: Agora em velocidade de cruzeiro