sexta-feira, 18 de maio de 2018

Na noite dos Museus



Hoje é o Dia Internacional dos Museus, ou melhor, a noite. Vamos poder dormir nalguns museus, outros terão as portas abertas até tarde; durante o dia ofereceram um grande número de atividades preparadas a quem lá quis ir. Sendo assim, aproveito para falar sobre aqueles que não podem ir lá, estão muito longe, em lugares recônditos da nossa sociedade, nunca lá foram ou desconhecem o que lá se passa. Existem muitas formas de Exclusão, da social à cultural, da religiosa à económica, as que resultam de diferenças físicas, psicológicas, étnicas, linguísticas e as geográficas. Muito tem sido feito neste movimento que vai abrindo com coerência as portas dos museus e orgulho-me de participar nessa senda. Para além deste trabalho em prol das Acessibilidades cabe agora à comunidade que trabalha nos museus, a promoção da Inclusão – essa mesmo! A que não faz distinção entre públicos e afirma que não deveria ser preciso ter dia, hora e momento especial marcado para se ter acesso a uma oferta educativa específica. Acessibilidade não é inclusão. Deixo-vos com esta bela menina Sassetti d'aprés Domenico Ghirlandaio que vive num vale escondido de Alcabideche, no Centro Apoio Social do Pisão, nosso público no Museu Gulbenkian, Oficina “O que nos diz um retrato”.
Ver também:
(...)

Sem comentários:

Enviar um comentário