quinta-feira, 21 de abril de 2016

"Miríade de histórias" no Museu de Serralves - 2016

No próximo dia 24 de abril 
(entre as 11h. e as 12.30h.)
os visitantes do Museu de Serralves
serão surpreendidos por três grupos de jovens estudantes da Escola da Ponte
que por um dia serão Mediadores de Museu
convidando a percursos distintos e incomuns pela coleção Sonnabend.

Joana Macedo com os alunos da "Ponte" durante a visita à exposição "No limiar da visibilidade" de Wolfgang Tillmans
 É assim Abril época de reflorescimentos que tornam mais vivível o mundo que habitamos. Refiro-me ao projeto “Miríade de histórias”(2ª edição) que conclui a sua viagem no dia 24 de abril e, também, ao nascimento do Lucas, filho da Joana Macedo, grande impulsionadora da Laredo Associação Cultural na cidade do Porto. O projeto propõe uma "inversão de papéis” ativa, na qual os alunos participantes entre 12 e 15 anos atuam como mediadores de museus, mas o fazem a partir de seu próprio olhar, do engendrar de sua própria forma de ver e comunicar a exposição. Desenvolvido entre o Museu de Serralves, a Laredo Associação Cultural e a Escola da Ponte, o projeto contou com encontros ao longo de três meses nos quais foram realizados oficinas, debates e encontros nas exposições do Museu. O trabalho desenvolveu-se a par, Miguel Horta e Joana Macedo mediadores da Laredo e Rita Roque e Andreia Coutinho pelo Museu de Serralves; propondo, escutando, comunicando e registando toda a energia coletiva da escola da Ponte. Um belo trabalho do “Educativo”, como costuma dizer Denise Pollini que coordenou ativamente o desenvolvimento desta  ideia a par da Joana Macedo. Uma palavra de apreço para a Francisca Monteiro, Rosa Ângela e Alexandra Ferreira, professoras da Escola da Ponte que souberam acompanhar a viagem reflexiva dos alunos, num espirito colaborativo e inclusivo, característico desta escola de referência do Movimento da Escola Moderna. Obrigado, também, à Diana Cruz pela paciência e empenho na produção desta iniciativa pedagógica. Obrigado a Maria José Vitorino que, pela Laredo, esteve sempre atenta aos detalhes de produção desta aventura nos museus. 
Estão todos convidados, sobretudo os nossos colegas de outros museus, que poderão assim acrescentar reflexão ao debate que vimos fazendo sobre o devir dos museus.
Primeira edição Aqui. Obrigado Liliana Coutinho pelo impulso inicial do projeto!
Miguel Horta e Rita Roque no Museu de Serralves (Exposição "No limiar da visibilidade")

2 comentários: