quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

leituras em cadeia

Fotograma do filme do realizador Tiago Afonso - "Espaço/Tempo" (Novas memórias do cárcere)
Hoje foi um dia muito importante para mim e para a minha amiga e companheira de trabalho Maria José Vitorino: Foi assinado o protocolo que formaliza o nosso projeto Leituras em cadeia. Parceiros: Fundação Calouste Gulbenkian (Professor Eduardo Marçal Grilo), Delta Cafés (Comendador Rui Nabeiro), Ministério da Justiça (Ministra, Dra Paula Teixeira da Cruz), Laredo Associação Cultural (Miguel Horta). Aplicação em curso, até 2016, no Estabelecimento Prisional de TiresUm projeto-piloto de mediação leitora em contexto prisional, com uma forte componente de biblioteconomia e que assenta numa metodologia participativa, construindo uma ideia e um local com as residentes (reclusas), guardas prisionais, técnicos de tratamento prisional, docentes e comunidade envolvente. Em breve teremos um sítio na internet com informação detalhada; igualmente, aqui no meu blogue, irei dando notícias…

2 comentários:

  1. Que o caminho se vá fazendo, caminhando... Projeto meritório, a precisar de preceder muitos mais... Desejo-vos um excelente trabalho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agradeço em nome da equipa. Trata-se de um projeto piloto: é importante que corra bem! beijos. Miguel

      Eliminar