segunda-feira, 14 de março de 2011

"Cuentos del Camiño" - O peregrino

Xavi, peregrino Galego
Início da noite no largo do Cardal em Pombal: Um peregrino vindo de Santiago de Compostela em direcção a Fátima passa por nós pesaroso. Que estava buscando guarida para uma noite mas não conseguia, os bombeiros “não tinham verba”, a polícia encolhendo os ombros, o pároco local deu-lhe 5 euros lamentando, “Sabe…se fosse lá para Maio não lhe faltava nada”. Calculo o número de almas caridosas que saem à rua por essa altura: da cruz vermelha curando os pés dos caminhantes aos bombeiros garbosos exibindo fardas em aprumo. “Agora no Inverno…” Concluo que só se pode ter fé lá para o início de Maio… Convidámos o peregrino galego para jantar connosco na tasca. Um Pombalense de brio escutou a nossa conversa e deu abrigo ao desempregado galego. Ficou feliz o peregrino. Umas crianças que me tinham escutado pela manhã nos Cuentos del Camiño rodearam o homem encantadas: Nunca tinham visto um peregrino com conchas… Acontecem assim as histórias pelos caminhos…

4 comentários:

  1. Gostamos dos finais felizes. Regozijo-me pela solidariedade. Bem hajam!

    ResponderEliminar
  2. Estava ali a pessoa, corporizando uma história de vida...Não podemos ficar indiferentes... Claro que não lhe perguntei o que ia pedir à Senhora de Fátima...

    ResponderEliminar
  3. Que texto fantástico, tal como a coincidência: os contos do caminho cruzando-se com um peregrino e com as meninas, em simultãneo!

    Pode ser que constitua um alerta para alaagar o tempo de abertura dos albergues aos peregrinos.

    Pela fé é que vamos!

    Jacqueline

    ResponderEliminar
  4. Penso que a autarquia de Pombal está a pensar em criar um abrigo para peregrinos...

    ResponderEliminar