terça-feira, 12 de junho de 2012

Palavras à solta em Cerveira

Respondendo ao desafio da Biblioteca Municipal de Cerveira, teve lugar a 30 de Maio a intervenção poética “Palavras à solta pelas ruas”. Primeiro cada um escolheu a sua palavra favorita ou a mais importante num cartão onde já constava um pequeno poema de um autor da nossa língua. Depois fomos pelas ruas fora, oferecendo palavras e poemas a quem passava. De vez em quando parávamos e eu lia um poema para a rua toda ou aos clientes de um café. Finalmente chegámos ao mercado onde fizemos uma “arruada de poesia”…mas estava pouca gente. Entre beijinhos e apelos ao leitor (não ao eleitor) lá se distribuíram uns poemas. Aproveitei para contar a história da "Caganita", recolhendo risadas dos jovens. Terminámos a manhã na Porta XIII, onde Luandino Vieira nos recebeu com histórias de Angola e sorrisos luminosos. Não me vou esquecer deste dia.

2 comentários:

  1. Simplesmente, uma experiência fantástica. :-D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Luís! Facilmente poderemos organizar outro evento do género... :)

      Eliminar