terça-feira, 1 de maio de 2012

Que semana...

Duas leitoras no pombal do Quinito - Castro Verde
Pois a semana que passou foi bastante intensa, marcada pelo desaparecimento de Miguel Portas. Estamos inevitavelmente mais pobres... Quando os referentes desaparecem, como conferimos a nossa identidade ideológica? Uma pessoa boa acaba de nos deixar... Quantas restam?
Na rota das palavras rumei ao sul, primeiro com a oficina “Recolectores de palavras” pelas ruas de Odemira. Duas turmas de jovens que já conhecia de anteriores intervenções – correu bem, divertimo-nos. Também houve lugar para diversas formações do sítio Cata Livros (uma delas com o maravilhoso grupo “Papa-livros”, um clube de leitura de pais e filhos da BM Beja), um encontro com os meus leitores numa escola de Beja, promovido pela Biblioteca Municipal e uma sessão de “A Máquina da Poesia” (também por iniciativa da Biblioteca de Beja) no Estabelecimento Prisional local com 30 reclusos reticentes ou desconfiados que acabaram conquistados pelas palavras dos nossos poetas. Mas o ponto mais alto da semana foi mais uma edição do projeto Columbina que ligou Castro Verde a Beja com poemas voadores. Mas sobre isto falarei com mais tempo…

Sem comentários:

Enviar um comentário