quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Pico

Nas lajes do Pico, o monumento ao baleeiro (Pedro Cabrita Reis), enquadrado com a arqueologia da labuta baleeira.
Sou sempre bem recebido nas Lajes, gosto do ambiente. A sessão das "Palavras marcianas" correu bem e o serão de contos foi animado.
Uns "marcianos" bem empenhados...de volta dos dicionários.
Em S. Roque do Pico fiquei numa bela pousada da Juventude, um antigo convento recuperado com uma vista fantástica para S. Jorge. Fizémos os "Recolectores de palavras" pelo Cais do Pico logo pela manhã: uma mão cheia de boa gente. A sessão de contos na nova Biblioteca Municipal foi bastante divertida. lá fora a chuva caía intensa e o vento varia apressado a costa norte da ilha. Quero voltar!
O claustro

Sem comentários:

Enviar um comentário