terça-feira, 15 de maio de 2018

Oficinas Improváveis: Uma escultura no centro da praça

Na recta final das Oficinas Improváveis, estivemos na Biblioteca escolar do Agrupamento de Escolas Madeira Torres (Torres Vedras), mediando o livro com jovens autistas, numa sessão muito participada. "Apresentei" alguns livros aos alunos, professores e auxiliares de educação, explicando o porquê da mediação de cada livro. Os livros circularam à volta da mesa, com tempo, respeitando as diferenças entre os alunos, procurando os olhos, uma porta de entrada para a comunicação e o prazer da descoberta. nesta sessão destaquei a importância da intertextualidade, cruzando os universos de dois livros distintos num exercício prático.
Para além de se trabalhar com jovens especiais, estas Oficinas Improváveis têm o valor das propostas práticas, entusiasmando os professores de Educação especial e Professores Bibliotecários para a utilização da ferramenta livro e enriquecimento das coleções das Bibliotecas na direção da Inclusão.

Sem comentários:

Enviar um comentário