terça-feira, 22 de maio de 2018

Dos sons nascem histórias, com os utentes do Pisão


 A sala é muito luminosa, com uma vista quase de 360 graus para o verde do vale.
 Para aumentar a concentração, por vezes, é necessário usar vendas e mergulhar na escuta. 
Momentos únicos.

A 17 de maio desenvolvi a oficina “Dos sons nascem histórias” com grupo de utentes e técnicos do Centro de Apoio Social do Pisão (Alcabideche). Este workshop trabalha a escuta autónoma, a atenção às imagens interiores que se formam a cada estímulo sonoro, a competência da palavra quando se descrevem as imagens convocadas e a escrita, se a opção for pelo registo das narrações a partir do escutado. Por vezes peço que me façam uma ilustração a partir da trilha sonora apresentada. No início de cada oficina, trabalho a concentração e a harmonia (unidade positiva) do grupo através de pequenas dinâmicas de corpo/jogos, preparando o ambiente para as propostas seguintes. Estes workshops têm funcionado como janela de ideias, refrescando a prática, para os técnicos que todos os dias trabalham com doença mental nesta histórica instituição de Cascais.

Sem comentários:

Enviar um comentário