terça-feira, 21 de novembro de 2017

Cabeça do rei Senuseret III - Museu Gulbenkian

Os três textos que aqui se publicam, referindo obras do Museu Gulbenkian, Coleção do Fundador, nasceram de um desafio que me foi lançado para criação de suporte escrito para áudio-guias. Agradeço este interessante desafio, apesar de ainda não se ter concretizado. Deu-me oportunidade de estudar, e de apresentar um ponto de vista vivo sobre a coleção, escrevendo interpelações a cada visitante. Aqui vos deixo esta pequena viagem pelos olhos de um pintor/mediador.
Fundação Calouste Gulbenkian

Cabeça do rei Senuseret III
Egipto; Império Médio; XII dinastia; c. 1860 a.C.; Obsidiana
Museu Gulbenkian

Quase de imediato, apercebemo-nos que a cabeça exposta pertencerá a uma pequena escultura de corpo inteiro representando um faraó. Trata-se de Senuseret III que reinou no Egipto durante a XII dinastia, do Império Médio, aqui retratado como um homem mais velho, sabiamente humano, ao contrário das representações tradicionais dos monarcas do Nilo que aparentavam a juventude eterna dos deuses. Existem numerosas esculturas com a imagem deste faraó e todas elas revelam um mesmo olhar de pálpebras proeminentes, descidas, semicerrando os olhos conferindo-lhe uma espécie de serenidade adormecida. O faraó apresenta um toucado (nemes) encimado por Uraeus, serpente sagrada que representa o poder régio. Para retratar o monarca, nesta peça criada cerca de 1860 AC, o escultor/artesão utilizou obsidiana, uma rocha ígnea fruto de erupções, mas difícil de trabalhar pela sua clivagem caprichosa. No Egipto dos faraós não existia a noção de artista, sendo estes homens tratados como artesãos, vivendo em comunidades próprias, subvencionadas pelos monarcas. No momento da sua morte, eram encerrados nos túmulos junto com as suas ferramentas.
 Artesãos. Embora sendo um afresco do túmulo de Nebamun (Tebas, XVIII Dinastia) 
executado 470 anos mais tarde, resolvi introduzir a imagem 
pela riqueza descritiva dos diferentes ofícios dos artesãos do Antigo Egipto. 

2 comentários: