sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Os cavalinhos não pisam crianças!

A minha colega Joana Andrade, mulher da pedagogia da dança, insistiu para que partilhasse aqui no blogue a brincadeira que fiz com os meninos e meninas participantes na oficina de Natal do Descobrir (Fundação Calouste Gulbenkian). (Se fosse no Projeto 10x10, chamaríamos de micropedagogia esta pequena proposta.) As crianças deitam-se no chão com as pernas e os braços esticados até tocarem o corpo uns dos outros; podem tocar com a cabeça, com os pés e com as mãos, deixando ficar uns buraquinhos onde se vê o chão. Pomos a tocar uma música que dê vontade de dançar suavemente, sem pressas e com muita elegância. As crianças deverão dançar percorrendo a sala, usando os buraquitos disponíveis entre os corpos, sem pisar os colegas, tudo isto em silêncio, escutando o som em movimentos leves. Depois voltam a deitar-se no chão, num outro lugar, tocando os outros e deixando ficar um pequeno espaço. A brincadeira deverá seguir em continuado, sem choques, atá ao final da música. Passei a utilizar esta metodologia para trabalhar o movimento com crianças com necessidades educativas especiais, sobretudo com autistas que têm dificuldade em percorrer a sala sem pisar os colegas. Trata-se de um recurso de psicomotricidade aliado a uma expressão artística. Toca a dançar!



Mais sobre DANÇA neste blogue

Sem comentários:

Enviar um comentário