quarta-feira, 23 de novembro de 2016

"Oficinas improváveis" na Rede de Bibliotecas de Torres Vedras

Um belo trabalho em contexto de Biblioteca Escolar
O professor de ensino especial regista a narrativa do aluno.
Bruna está atenta à história sonora, vai escrevendo a sua narrativa com ajuda de uma máquina de Braille
Ontem, 22 de novembro, foi dia de mais uma “Oficina improvável” no concelho de Torres Vedras. Trata-se de uma iniciativa da Biblioteca Municipal de Torres Vedras que envolve várias bibliotecas escolares e unidades de ensino especial em torno da leitura e da palavra. Com uma periodicidade mensal, estas oficinas intervirão junto das crianças e jovens com necessidades educativas especiais, promovendo a utilização do livro e de outros recursos das bibliotecas, numa perspectiva inclusiva. Depois de uma passagem pelo agrupamento de escolas Padre Vitor Melícias numa sessão inclusiva em torno das narrativas sonoras, ontem foi a vez de trabalhar com a unidade de ensino estruturado da escola Madeira Torres. Foi uma sessão intensa, propondo o trabalho em torno dos livros de imagem (álbuns) e partilhando algumas ferramentas de mediação. É importante promover o empréstimo domiciliário junto destas crianças diferentes.

Sem comentários:

Enviar um comentário