quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Canal Fundação Calouste Gulbenkian : assinatura do protocolo "Leituras em cadeia"

Leituras em cadeia

Estabelecimento Prisional de Tires acolhe projeto de promoção de leitura


Um protocolo de parceria entre o Ministério da Justiça, a Fundação Calouste Gulbenkian, a Delta Cafés e a Associação Cultural Laredo foi hoje assinado com o objetivo de desenvolver o projeto Leituras em Cadeia, que visa dinamizar e incentivar o gosto pela leitura no Estabelecimento Prisional de Tires. O projeto será desenvolvido até final de 2016.

No âmbito do projeto Leituras em Cadeia será realizada uma intervenção nas bibliotecas do Estabelecimento Prisional de Tires, com incidência na requalificação de bibliotecas existentes ou na criação de novas bibliotecas, com uma forte componente formativa, especificamente para os agentes locais e os reclusos responsáveis por serviços de biblioteca prisional. Estão previstas atividades de mediação de leitura e escrita, e os conteúdos digitais serão publicados e atualizados regularmente num sítio web e nas redes sociais adequadas, incluindo documentos orientadores para desenvolvimento de bibliotecas em comunidades prisionais.

A iniciativa partiu de Miguel Horta, que através da Associação Cultural Laredo apresentou à Fundação Gulbenkian este projeto que visa o desenvolvimento do gosto pela leitura em contexto prisional. “A população dos estabelecimentos prisionais portugueses revela níveis médios reduzidos de educação formal, o que torna ainda mais urgente o desenvolvimento de bibliotecas e do seu uso pleno por todos os reclusos”, lê-se na apresentação do projeto, onde também é sublinhada a “manifesta” carência de intervenção no campo da promoção e mediação da leitura em contexto prisional.

Com um encargo financeiro global no valor de 75 mil euros, partilhado entre a Fundação Calouste Gulbenkian, que desde sempre apoiou projetos visando a promoção da leitura em ambientes de risco, e a Delta Cafés, que exerce uma ação de mecenato social muito significativa em estabelecimentos prisionais, espera-se com o projeto Leituras em Cadeia uma melhoria dos indicadores de leitura na população do Estabelecimento Prisional de Tires.

Fonte:http://www.gulbenkian.pt/Institucional/pt/CanalFCG/Noticias/Noticia?a=5230

Sem comentários:

Enviar um comentário