domingo, 22 de junho de 2014

Caixinha de música (ferramenta)


Logo à partida uma caixinha de música é bastante sedutora. Quantos não têm uma memória dessas da sua infância? Mas este pequeno objeto pode ser muito útil quando trabalhamos a noção de som; não se escuta bem quando movimentado no ar e assim que o poisamos sobre uma superfície sólida reproduz o som com clareza. Esta pequena máquina sonora poderá ser, também, um bom acompanhante de contos (histórias). Porque está fora da caixa? Pois bem, para que se veja bem o mecanismo e o lugar das notas. Os meninos invisuais, com os seus dedos, conseguem ver bem toda a estrutura do instrumento musical. É bom que se tenha um primeiro contacto com a peça antes de colocarmos numa caixinha, personalizada, de preferência (por exemplo com o nome ou com uma fotografia do proprietário – no caso do autismo). Não é um objeto barato, mas vale a pena ter vários, um por cada menino, cada um com a sua música distinta. Durante algum tempo associarão o seu objeto a uma determinada música, até que um dia (surpresa…), colocaremos no leitor de cd áudio a peça original, acompanhada da respetiva orquestra ou no caso de “Fur Elise”(Beethoven), um piano. Ainda mais interessante se projetarmos pequenos vídeos de orquestras executando as peças musicais das caixinhas. Poderemos levar outros exemplos para a sala: por exemplo a bailarina que dança em cima da caixa… Este é só um caminho – agora vocês inventam outros…

Sem comentários:

Enviar um comentário