segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Na ponta dos dedos com a ACAPO e GRACE

Foto de Carlos Azevedo (FCG)

Foto Carlos Azevedo (FCG)

Foto Carlos Azevedo (FCG)

Foto Carlos Azevedo (FCG)

O dia 11 de Outubro foi bem especial. Tivemos a participação da ACAPO na nossa oficina “Ideias na ponta dos dedos” pela mão do GRACE que celebrou um dia de voluntariado no programa Descobrir/Gulbenkian. Casa cheia de público invisual e de baixa visão acompanhados por um grupo de voluntários interessados que para além de participar na oficina ficaram com uma visão mais abrangente sobre a cegueira. Eu e a Rosário Azevedo (Museu Gulbenkian) fomos os monitores de serviço neste dia cheio em que as obras de Niizuma e Rodin, foram o mote para uma visita oficina que se prolongou ao longo do dia.
Falámos do “Castelo dos olhos” de Minoru Niizuma e o seu trajeto por Portugal e de toda a história que envolve a peça “Jean d’ Aire, burguês de Calais” de Auguste Rodin. Os participantes puderam ver com a ponta dos dedos as esculturas do acervo num momento muito partilhado e alegre que serviu de mote para a oficina da tarde. A seguir ao almoço, nas instalações do Centro de Arte Moderna, construíram as suas esculturas com módulos de madeira e experimentaram desenhar em folhas de papel cebola um conjunto de objetos que tocaram, onde constava uma réplica do “Castelo dos olhos”. Foi um momento de experimentação plástica para todos os invisuais e também para os voluntários que vendados, tateando, foram desenhando aquilo que os seus dedos viam. Afinal é possível desenhar sem ver… Voltem sempre aos nossos museus!

Sem comentários:

Enviar um comentário