domingo, 16 de junho de 2013

Corpo Comum: Formação no Centro Cultural Vila Flor


Uma formação no campo das necessidades educativas especiais, no Centro Cultural Vila Flor… Bom ambiente e formandos já com muito conhecimento acumulado ao longo da prática. Como é evidente o nível de informação elevou-se, dando lugar a momentos de troca de estratégias e experiências entre pares do mesmo ofício. As condições do Centro são excelentes e o apoio logístico notável. Um único senão… como tinha pouco tempo disponível, a informação foi transmitida em modo acelerado…desculpem.
Para além da reflexão sobre a pluralidade das situações de deficiência, a partilha da minha prática no terreno a par de alguns exercícios simples, passíveis de serem aplicados pelos formandos nos seus locais de trabalho. Se o ponto de partida tinha sido o trabalho no Centro de Arte Moderna em breve chegámos a situações concretas a necessitar de resposta. Promoção do livro e da leitura junto de jovens e crianças diferentes. O que é a inclusão, como ela se poderá tornar efetiva? E mais, e mais portas abertas no meio de interrogações. Retenho um momento de que gostei particularmente: o exemplo da mediação do livro “A surpresa de Handa”, do jeito que costuma fazer, terminando com um pequeno lanche de tangerinas de baixo da laranjeira do Vila Flor, repleta de laranjas sorridentes.
Está prevista uma nova formação, desta vez certificada, em Guimarães nesse belo Centro Cultural.


Sem comentários:

Enviar um comentário