domingo, 12 de maio de 2013

Os Jardineiros das palavras - Caminhos da leitura - Pombal

Na foto: O senhor Beringelela (Paulo Condessa) e o senhor Curgete (eu, com a careca pintada de dourado).

Texto da "Marcha Fruta", cantado pelos participantes do encontro, ladeira acima até ao parque.

À beira do rio nascem
Hortalicas ao comprido
Já me vieram dizer
Que queres casar comigo

 À beira do rio nascem
Poeminhas ao comprido
Já me vieram dizer
Que tu queres ler comigo

Diz a laranja ao limão
Qual de nós será mais doce
Sou fiel ao meu Amor
Assim ele pra mim fosse

Cá vamos nós todos juntos
Todos somos jardineiros
Plantamos vozes e sonhos
Entre ruas e canteiros

Semeamos as palavras
Pelas ruas de Pombal
Ai tanta gente bonita
Neste nosso Portugal

Semeei no meu canteiro
A palavra ideal
Floresceu um livro inteiro
Entre as flores de Pombal

O malmequer é do Torrado
O jasmim da Taquelim
O Letria é um cravo
Não tem fim este jardim!

Sobe, sobe o caminheiro
Acima daquele outeiro
Seja último ou primeiro
O leitor é jardineiro!

2 comentários:

  1. Ajardinemos então! Parabéns, Senhor curgete!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. também ajardinaste...Bem te vi de flor na mão e sorriso no rosto.... :)

      Eliminar