terça-feira, 13 de março de 2012

Museu aberto: Mediar públicos com necessidades educativas especiais. 5 e 6 de Maio

Desde 2006, com o programa “oficinas Museu Aberto”, que o Sector Educativo do Centro de Arte Moderna tem vindo a desenvolver um trabalho importante e continuado com populações portadoras de deficiência e/ou doença mental, numa lógica de trabalho que pretende alargar acessibilidades, promover o museu enquanto espaço inclusivo e reforçar a ideia de uma educação artística como parte integrante da formação completa de qualquer indivíduo - um princípio que se prende com o direito de cidadania. Ao longo destes quatro anos o Sector Educativo do Centro de Arte Moderna tem assim desenvolvido trabalho com públicos muito diferenciados nas necessidades, desafios e exigências, e planificado e realizado um conjunto de oficinas criativas especializadas e diversificadas. Estas oficinas, que partem da colecção e exposições para descobertas e conquistas pessoais destes visitantes, complementando a experiência museológica com um trabalho oficinal, têm demonstrado que a capacidade questionadora da produção artística actual gera neste público respostas interiores e uma comunicação com evidentes reflexos terapêuticos e capacitadores de uma cidadania mais plena. Este curso de cariz teórico-prático pretende apresentar, discutir e explorar algumas das estratégias e metodologias seguidas pela equipa de necessidades educativas especiais do CAM, estimulando os formandos a: partilhar saberes; a adquirir ou diversificar ferramentas para uma melhor caracterização e um melhor conhecimento destes visitantes; a abordar diferentes metodologias de intervenção; - a experimentar alguns exercícios de oficina; e a esboçar propostas de trabalho com estas populações.
Uma formação dirigida a professores, terapeutas, mediadores culturais e a todos os educadores que trabalhem ou pretendam vir a trabalhar com estes públicos.
Concepção e orientação
Miguel Horta e Margarida Vieira
Programa DESCOBRIR

Sem comentários:

Enviar um comentário