terça-feira, 19 de abril de 2011

Cidades imaginadas


Pois, a dupla Miguel e Vera Alvelos lá esteve no Centro Cultural de Ílhavo com a oficina “Cidades imaginadas”, em torno da obra de Nadir Afonso. Senti uma certa proximidade com a obra, essa escrita, de Italo Calvino (“As cidades Invisíveis”). Foi uma sequência de dias serenos trabalhando com crianças e terceira idade em redor dos processos de construção abstracta da obra do pintor de Chaves. Ficou na memória a presença do capitão António Pascoal, participante da oficina que, numa pausa do nosso trabalho desenhou um lugre bacalhoeiro. Foram muitos os anos que este homem tranquilo passou no mar. Escutei várias histórias: como um incêndio na casa das máquinas fez naufragar a sua embarcação no Atlântico gelado e ouvi falar da grande qualidade dos pescadores da Fuzeta que enfrentavam as vagas com tenacidade a bordo dos frágeis doris. A maré cheia chega sempre a Ílhavo repleta de histórias…

Sem comentários:

Enviar um comentário