quinta-feira, 30 de setembro de 2010

"Recolectores de palavras" vistos por Catarina Rolim

Fotografias cedidas pela Biblioteca Municipal D, Dinis
"No passado dia 25 de Setembro realizou-se o Atelier «Recolectores de Palavras», integrado no projecto da Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas, com a intervenção de Miguel Horta na promoção da leitura e da imaginação. O artista plástico orientou os cerca de 25 participantes, na sua maioria, pais e filhos, numa recolha de palavras, pelo centro histórico de Odivelas, partindo da Biblioteca Municipal D. Dinis. Preparados com folhas de papel, lápis de cera e grafitte, os quatro grupos começaram a sua recolha dentro da própria biblioteca. Pelo caminho, tudo serviu de inspiração: sinais de trânsito, placas de identificação de ruas, tampas de esgoto, marcas de automóveis, caixas de correio, anúncios e jornais. «Desafio-vos a entrar na funerária, terão uma surpresa», declara Miguel, «porque quem lá está também são pessoas». «Paz e mãe» foram as palavras favoritas e recolhidas, e o percurso continuou, por cafés e restaurantes, pelo Largo D. Dinis e pela Associação Recreativa Ajax. Entrando numa mítica casa de petiscos, na Rua do Neto, muitos símbolos e palavras se encontram. «Nunca tinha entrado aqui», referem algumas mães. À florista da R. Guilherme Gomes Fernandes segue-se o café do Odivelas Futebol Clube, regressando à Biblioteca Municipal. Na sala polivalente, o papel de cenário é esticado no chão: formar poesia com as palavras recolhidas. No fim, Miguel Horta autografou alguns exemplares de «Dacoli e Dacolá», o seu mais recente livro infanto-juvenil."
Catarina Rolim in Jornal de Odivelas

Sem comentários:

Enviar um comentário